ConsumoSemana Temática

Papel Semente: O papel reciclado que vira planta

Agora já é possível picar seus cartões de visitas, convites e envelopes e, em vez de jogá-los no lixo, plantá-los. Deles vão brotar árvores, ervas medicinais, flores ou verduras. É, isso mesmo! Você planta seu papel ecológico e terá temperos, ervas ou flores brotando na sua horta ou jardim. Assim, você inicia um novo ciclo de vida e impede que mais lixo seja produzido.

Criada em 2009, a Papel Semente, uma empresa super consciente que faz parte do Sistema B, desenvolveu um papel reciclado, ecológico e artesanal, que recebe sementes de flores ou temperos durante seu processo de fabricação.

 

O processo fabril se inicia com a reciclagem e a transformação do papel usado e de aparas não utilizadas pela indústria tradicional (coletados por cooperativas certificadas de catadores de papel), e é finalizado com a inserção de sementes. Assim, após a sua utilização, o papel pode ser plantado, gerando vida ao invés de lixo.

 

 
A empresa fabrica convites, cartões, flyers, folders, embalagens, etiquetas, envelopes, tags, folhas brancas, ou até mesmo o que você imaginar e preferir com a semente que você escolher, basta entrar em contato e pedir um orçamento clicando aqui. As sementes utilizadas no papel, são bem diversas. Tem Agrião, Cravinho francês, manjericão, rúcula, salsinha, papoula, cenoura, tomate, almeirão, mostarda e margarida gigante branca.

 

Mas como plantar o seu papel semente? É fácil, basta seguir os passos a seguir: pique e molhe o papel semente em um recipiente, sem danificar as sementes; em seguida, coloque em um vaso com uma leve camada de terra fértil, de até 1 cm por cima. Regue diariamente, mantendo sempre úmido, mas tome cuidado para não encharcar. Estima-se que em até 20 dias, a planta começará a germinar.

 

Nossos cartões de visita já são feitos com papel semente.

 

Nós também já temos um vaso lindo, cheio de folhas e já dando diversos brotos.

 

 

E vocês? Já conheciam o papel ecológico de sementes? O que acharam? Impressionante, não? Contem pra gente suas impressões. Adoraríamos saber o que vocês têm a dizer.

 

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *