ConsumoSemana Temática

Precious Plastic: a revolucionária forma de reciclar plástico!

Desde 1950 a humanidade já produziu 8,3 bilhões de toneladas de plástico. Desse montante, cerca de 6,3 bilhões já foram descartadas. E se continuarmos nesse ritmo, pesquisadores apontam que em 2050 haverá mais de 12 bilhões de toneladas de resíduos plásticos.

Atualmente, apenas 9% dos resíduos de plástico do mundo são reciclados, o restante acaba sem tratamento nos aterros sanitários, lixões e no meio ambiente.

Para ajudar a mudar essa estatística preocupante, o engenheiro e designer holandês, Dave Hakkens, desenvolveu máquinas para que qualquer pessoa possa reciclar em casa e começar um negócio de reciclagem fabricando por conta própria objetos feitos de plástico descartado.

As 4 máquinas de Dave, batizadas de “Precious Plastic” (plástico precioso), foram baseadas em máquinas industriais, mas modificadas para serem menos complexas e mais flexíveis. Uma delas tritura o plástico em pequenos grânulos, há também uma extrusora, uma moldadora de plástico por injeção e uma moldadora de plástico por rotação.

 

Elas também são modulares para que possam ser facilmente reparadas, atualizadas ou adaptadas ao gosto do empreendedor.

 O processo é bem simples:
  • É preciso coletar embalagens e outras peças lixo de plástico;
  • Usa-se a trituradora para transformar o lixo em pequenos pedaços de plástico;
  • Abastece-se a extrusora com os pedaços de plástico para criar uma linha fina de plástico que pode ser utilizada em uma impressora 3d ou moldada em novo produto;
  • Abastece-se a moldadora com os pedaços de plástico, que serão derretidos e injetados no molde criado, formando um novo produto!

 

O objetivo de Dave também é compartilhar seu projeto com o mundo, por isso ele disponibiliza em seu site desenhos técnicos, listas de materiais e vídeos com tutoriais para que as pessoas possam construir suas próprias máquinas! É tudo “open source”, ou seja, código aberto para qualquer um baixar de graça e aprimorar conforme suas necessidades.

É demais, não é? Então, mãos à obra pois a matéria prima está disponível às toneladas e de graça. Partiu transformar velhas embalagens em recipientes, objetos de decoração, joias, brinquedos e muitos outros itens que só a imaginação pode criar?

 

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *