Meio Ambiente

Mudança Climática: Conheça os impactos do Aquecimento Global

A mudança do clima é um dos maiores desafios do nosso tempo. Nenhum país é imune aos seus efeitos, que repercutem na economia, na saúde, na segurança, na produção de alimentos, entre outros, acarretando graves consequências para toda a humanidade.

Comumente acabam surgindo dúvidas a respeito do tema. O que vem a ser aquecimento global? Quais são as suas causas? O que esperar dos seus efeitos?

Mudanças Climáticas: Temperatura Anual Mundia 2015
Imagem: Creative Commons

Aquecimento global é um fenômeno climático de larga extensão que consiste no aumento da temperatura média dos oceanos e do ar perto da superfície da Terra. Embora muitos acreditem que o aquecimento global seja um problema que tenha a degradação ambiental como uma de suas causas, na verdade trata-se de um fenômeno natural agravado severamente pela ação antrópica, potencializado nos últimos anos.

Uma das principais causas antrópicas do aquecimento global são os desmatamentos e queimadas que eventualmente diminuem o consumo de CO2 pelas vegetações remanescentes, o que contribui para aglomeração desse gás na atmosfera.

Mudanças Climáticas: Poluição do Ar
Imagem: Creative Commons

Além disso, a poluição, o alto consumo e queima de combustíveis fósseis, processos cada vez mais intensos desde o início da Revolução Industrial, produzem também uma grande taxa de CO2, agravando o problema.

Mudanças Climáticas
Imagem: OMS

É importante entender que o aquecimento global pode trazer graves consequências para todo planeta, incluindo a fauna, a flora e nós, os seres humanos. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que entre 2030 e 2050 a mudança climática pode causar um aumento de 250.000 mortes/ano ocasionadas pela malária, desnutrição, diarreia e o estresse causado pelo calor.

Entre os principais efeitos da Mudança Climática, estão:

  • Sérios malefícios à nossa saúde, sendo as de maior ocorrência, o câncer de pele, problemas oculares e diminuição da capacidade imunológica. Além dos problemas causados pelo aumento da poluição que ocasiona mais casos de alergia e asma;
Mudanças Climática: Degelo Calotas Polares
Imagem: Creative Commons
  • Aumento da temperatura e do nível dos oceanos. O aumento da temperatura dos oceanos e o derretimento das calotas polares, pode causar a submersão de cidades litorâneas e ameaça diversos ecossistemas marinhos (recifes de corais e mangues);
  • Séria degradação da terra e desertificação. O aumento da temperatura provoca o desequilíbrio e a morte de ecossistemas terrestres, além de períodos de aridez e escassez de recursos hídricos;
  • Perda de produtividade de alimentos. Com a seca, a fome e a escassez de alimentos aumentarão;
  • Ondas de calor que além causar mortes, principalmente de crianças e idosos, afeta a produção agrícola e o aumento da incidência de incêndios;
  • Aumento de furacões, tufões e ciclones. O aumento da temperatura faz com que ocorra maior evaporação dos oceanos, aumento da vulnerabilidade a eventos extremos;

refugiados ambientais

  • O surgimento de uma nova categoria de refugiados, os refugiados ambientais. Essa categoria social é formada por grupos humanos que se deslocam não por causa de guerras, epidemias ou distúrbios políticos, mas devido a catástrofes ambientais que tornam a vida insustentável em seus habitats originais.

Nosso planeta é um organismo vivo e por isso está em constante mudança. A intensificação do aquecimento global é uma das maiores ameaças já enfrentadas pela humanidade. É fundamental que ocorra uma profunda revolução em nossas consciências, em nossas políticas e em nossas economias para preservamos nossa existência.

A ONU Meio Ambiente se empenha em fortalecer as capacidades locais e nacionais para enfrentar os impactos da mudança do clima. Para que desta forma seja possível o desenvolvimento de estratégias e políticas públicas voltadas à mitigação das alterações climáticas.

O caminho para o combate à mudança climática também passa pela alteração de nossa base energética, fundamentada em uso de hidrocarbonetos como o petróleo. É claro que essa alteração será realizada de forma gradual, por meio de programas voltados para a diversificação da base energética.

Essas alterações precisam ser planejadas e executadas em curto período, uma vez que o tempo que nos resta para mitigar a mudança climática, se torna cada vez mais curto.

Com informações de: ONU Meio Ambiente, Panorama Ambiental GlobalUN Environment.

 

 

 

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *