CulturaUrbanidade

O acesso às universidades e aos livros como agente de mudanças

Imagem: Autossustentável

Estou em período de pesquisas e tenho peregrinado em universidades atrás de bibliotecas. Na última semana estive novamente no Rio Grande do Sul, meu estado de origem, visitando algumas universidades.

Sabemos que a função da educação e da própria universidade no meio em que está inserida são fundamentais. Já se foi a época em que apenas os aprovados em vestibular tinham acesso às universidades. Cada vez mais existem cursos abertos e parcerias das universidades com diversos setores, ampliando o acesso da população como um todo.

Pesquisa
Imagem: Janaína Steffen – Autossustentável

A primeira constatação, depois de sair de Santos/SP sabendo que apenas uma das quatro maiores instituições de ensino superior privadas permite o acesso livre à biblioteca, foi de que praticamente todas as universidades e faculdades da região metropolitana de Porto Alegre/RS têm amplo acesso aos seus acervos.

A prática em Santos é de que a biblioteca poderá ser acessada pela comunidade apenas em horários em que os alunos não acessam – das 12h às 18h – e em uma delas apenas nas terças e quintas. Nas principais universidades da região metropolitana de Porto Alegre, não há limitação de dias da semana ou de horários. Enquanto a biblioteca estiver aberta, a comunidade, ou seja, mesmo aquele que nunca foi aluno, pode chegar, ter acesso às estantes, escolher livros e sentar confortavelmente para ler, estudar ou mesmo fazer as copias que necessitar.

Acesso
Imagem: Janaína Steffen – Autossustentável

O Centro Universitário La Salle, além de possuir um ambiente moderno e acolhedor, ainda sugere a utilização de sacolas retornáveis de pano, que são fornecidas pela universidade e emprestadas juntamente com os livros, além, é claro de possuir um campus lindamente arborizado.

Talvez por ter sido a minha universidade e eu ainda possuir um vínculo emocional fortíssimo, talvez pela imensidão da biblioteca e por ter passado mais tempo por lá; eu tenha percebido as maiores iniciativas socioambientais na Unisinos – Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Paisagem
Imagem: Janaína Steffen – Autossustentável

O Campus de São Leopoldo da Unisinos possui uma natureza exuberante, anterior inclusive ao boom das práticas socioambientais. Desde antes dos anos 1990, quando entrei na graduação, o campus sempre conviveu pacificamente com pequenos lagos, patos e gansos, além dos temidos e inofensivos lagartos que transitavam nos dias quentes pelas calçadas do campus. A natureza sempre rodeou as salas de aula. Com o tempo, bancos foram sendo colocados em espaços de descanso e contemplação, pois o estudo também requer momentos para que possamos fazer a “digestão” de tudo o que aprendemos. Esta natureza é foco inclusive de cursos de pequena duração sobre plantas medicinais que podem ser observadas por todos os lados.

Espaço
Imagem: Janaína Steffen – Autossustentável

Além disto, a par de tudo que envolve a vida de estudante e pesquisador, a Unisinos inova no ingresso à biblioteca, ao permitir que os usuários e visitantes permaneçam nas suas dependências com pequenos lanches, água ou mesmo um tradicional chimarrão. Pois é necessário se hidratar em períodos longos de estudo.

Um reflexo de iniciativas de incentivo e acolhimento nas bibliotecas e universidades é que, mesmo em momentos de lazer e descontração ou em reuniões familiares, se percebe uma flagrante mudança de qualidade no diálogo: a maioria dos gaúchos está empenhada em buscar formas de melhoria política e urbanística. Sim, as pessoas por aqui consideram a educação e a participação mais do que direitos a serem reivindicados, mas sim um privilégio que deve ser honrado.

Vista
Imagem: Janaína Steffen – Autossustentável

Outro reflexo é o sentimento e a certeza de que aquele espaço é nosso, que temos acesso aos espaços de educação, ainda que privados. Como estudante e pesquisadora, sinto um profundo respeito e gratidão por estas instituições, que são privadas, mas possuem forte atuação comunitária nos municípios em que se encontram.

Estudos
Imagem: Janaína Steffen – Autossustentável

Para saber mais sobre as bibliotecas das universidades citadas:
Centro Universitário La Salle – clique aqui.
Universidade do Vale do Rio dos Sinos – clique aqui.

 

 

 

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *