ConsumoMeio AmbienteSemana Temática

Como a poluição por plástico ameaça a vida na Terra

Um dos responsáveis pela revolução que vem transformando a maneira como vivemos é, inegavelmente, o plástico. Nas suas mais variadas formas, atendendo às mais diferentes necessidades do nosso dia a dia, como utensílios domésticos, brinquedos, peças automotivas, calçados, embalagens, enfim uma infinidade de produtos.

Desde 1950 a humanidade já produziu 8,3 bilhões de toneladas de plástico. Desse montante, cerca de 6,3 bilhões já foram descartadas. E se continuarmos nesse ritmo, pesquisadores apontam que em 2050 haverá mais de 12 bilhões de toneladas de resíduos plásticos.

Poluição Plástica
Imagem:

Mas os plásticos não trazem apenas benefícios à humanidade. Apesar do seu uso ser tão amplamente difundido, grande parte do lixo que produzimos diariamente é composta deste material. Hoje, um terço do lixo doméstico é composto por embalagens. Cerca de 80% das embalagens são descartadas após USADAS APENAS UMA VEZ!

Poluição Plástica
Imagem: AmbienteBrasil

A maioria dos plásticos não é biodegradável, portanto os resíduos plásticos que estamos gerando nos acompanharão por séculos e acarretando sérios problemas ambientais. Os impactos do plástico na natureza começam bem antes, na extração de matérias-primas e no seu processo de produção, uma vez que os plásticos são obtidos principalmente a partir do petróleo.

Os números do uso de plástico, no entanto, não param de crescer. Em 2016, 5,8 milhões de toneladas de produtos plásticos foram produzidas no Brasil. Dessa quantidade enorme, apenas 9% são reciclados, a sua grande maioria (79%) acaba sem tratamento nos aterros sanitários, lixões e no meio ambiente.

Poluição Plástica
Imagem:

E a conta desse impacto só aumenta. Segundo estimativa da ONU, o impacto ambiental dos plásticos é de pelo menos US$ 75 bi ao ano.

Mas é o ecossistema marinho que mais sofre com os plásticos. A cada ano, cerca de 8 milhões de toneladas de plástico chegam aos oceanos e, até 2050, estima-se que 99% das aves marinhas terão ingerido plástico. Boa parte desse volume é composta por descartáveis, como copos, sacolas, canudos, garrafas, e micro plásticos (pequenas partículas), incluindo as microesferas usadas em produtos cosméticos.

Poluição Plástica
Com uma extensão maior que a cidade de São Paulo, a mancha flutua entre as costas da Califórnia e do Havaí e é formada por todos os tipos de plásticos. Provenientes dos continentes e dos descartes de navios, esses resíduos são arrastados por correntes marítimas para um ponto de convergência. Imagem:

A estimativa é que existam bilhões de toneladas de plástico flutuando nos oceanos. Apenas a Grande Ilha de Lixo do Pacífico, nome dado a um aglomerado de plásticos no Pacífico Norte, possui um tamanho equivalente ao do território dos Estados Unidos.

Todo esse plástico acaba atrapalhando a navegação, sujando praias e matando animais, que ingerem o material por confundirem com alimento. A poluição das águas, a morte de animais e o prejuízo para o turismo alcançam pelo menos US$ 13 bilhões ao ano.

Poluição Plástica

A responsabilidade sobre as toneladas de lixo jogadas todos os anos nos oceanos do mundo é compartilhada. Trata-se de um problema sistêmico cuja solução poderá vir da ação de empresas e do poder público, mas também de indivíduos e da sociedade civil

A campanha “Mares Limpos” – www.cleanseas.org – da ONU Meio Ambiente tem o objetivo de conter a maré de plásticos que invade os oceanos. Focada na conscientização e mobilização da sociedade civil e dos governantes sobre o grave problema do lixo plástico nos oceanos.

Com informações: ONU Meio Ambiente

 

 

 

Tags:

Um comentário

  1. […] nosso primeiro post da Semana Temática de Meio Ambiente relatamos todas as complicações que o plástico traz para nossas vidas e a enorme montanha de […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *