CulturaUrbanidade

Por que ter uma horta na escola?

Se perguntarmos a um grupo de educadores quais projetos de educação para sustentabilidade eles gostariam de desenvolver em suas escolas, sem dúvidas vários estarão ligados a hortas orgânicas. Em escolas de educação infantil esse desejo é ainda mais latente. Nos últimos anos de trabalho com a Reconectta, essa foi uma das temáticas mais buscadas para formações, assessorias e projetos.

Ainda assim, aqueles que sucedem em começar uma horta em seus espaços educadores acabam se frustrando com as inúmeras dificuldades enfrentadas ou encontram-se limitados apenas ao “plantar e colher”.

Uma etapa essencial, para que a capacidade de transformação de uma horta seja aproveitada em sua totalidade, é definir de maneira clara quais são os objetivos de todo esse trabalho.

Hortas
Imagem: Creative Commons

Para auxiliar nessa decisão tão importante, compartilho aqui algumas das potencialidades, benefícios e possibilidades de um projeto de horta em qualquer espaço educador:

  1. Desenvolvimento de valores humanos

    A horta é uma ferramenta pedagógica muito poderosa para trabalhar valores humanos como paciência, responsabilidade, autonomia, cooperação e resiliência.

    Mais do que habilidades e competências de plantar, cuidar e combater pragas, as atividades na horta precisam estar fundamentadas nos valores da sustentabilidade. Ao invés de cada aluno plantar e cuidar de uma muda só, que tal a horta ser comunitária? Será que os próprios alunos podem ser os responsáveis pela rega ao invés dos colaboradores da escola?

  2. Aproxima as crianças da natureza

    De acordo com alguns estudos publicados recentemente, crianças que convivem com espaços naturais tendem a zelar por sua preservação pois criam um vínculo afetivo e de pertencimento à natureza. Além disso, apresentam melhora em seu desempenho escolar, em seu autocontrole e autodisciplina.

  3. Estimula todos os sentidos

    Em especial na primeira infância, o estímulo aos sentidos é de grande importância para o desenvolvimento integral do aluno. Um espaço de horta, mesmo que pequeno, proporciona recursos para exploração de todos eles: tato, olfato, paladar, visão e audição.

    Primeira infância
    Imagem: Creative Commons

    Com a maior parte das crianças morando em grandes cidades e passando mais tempo em locais fechados, a quantas sensações diferentes será que elas são expostas diariamente? Uma horta na escola pode ser um grande diferencial positivo em seu dia a dia.

  4. Espaço de aprendizado na prática

    A horta é uma verdadeira sala de aula ao ar livre. Da educação infantil ao ensino médio, inúmeros conteúdos e conceitos podem ser descobertos, explorados e aprendidos na prática: a história e consequências da revolução verde, como calcular a área de um canteiro, diferentes formas de reprodução vegetal, formas geométricas e muitos outros.

  5. Inspira para mudanças de cultura e comportamentos

Um projeto continuado de horta pode inspirar mudanças de comportamentos e cultura nos mais diversos atores da escola: alimentação mais saudável, maior aproximação e respeito com a natureza, diminuição do desperdício de alimentos e até um aumento na qualidade de vida das pessoas.

Legumes
Imagem: Creative Commons

Grande ou pequena, vertical ou em canteiros, uma horta pode ressignificar a prática pedagógica do educador e o processo de aprendizagem do educando. Será que isso por si só não é uma forma excelente de inovar na educação?

Um pequeno jardim, uma horta, um pedaço de terra é um microcosmos de todo um mundo natural… Ele nos ensina valores da emocionalidade com a terra: a vida, a morte, a sobrevivência, os valores da paciência, da perseverança, da criatividade, da adaptação, da transformação, da renovação. – Boniteza de um sonho, Moacir Gadotti.

Fontes:
American Institutes for Research, 2005
Journal Of Environmental Psychology, 2002
The Journal of Developmental Processes, 2009

 

 

 

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *