Meio Ambiente

#VireCarranca – Eu Viro Carranca para defender o Velho Chico

VireCarranca

Pelo quinto ano consecutivo, o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF), comemora no dia 03 de junho, o Dia Nacional em Defesa do Rio São Francisco.

A campanha “Eu viro carranca pra defender o Velho Chico” foi lançada em 2014 pelo CBHSF. Tendo a carranca como ícone, a ideia é chamar a atenção de todos para os graves problemas enfrentados pelo Rio e sua Bacia, e para a necessária e urgente revitalização, a fim de que o Velho Chico continue alimentando a vida e a esperança dos 18 milhões de brasileiros que dependem direta ou indiretamente de suas águas. Contamos por aqui a situação crítica que o rio de encontra.

Desde a sua primeira edição, o Autossustentável apoia, abraça a causa e vira a carranca para defender o nosso Velho Chico.

Imagem: CBHSF – TantoExpresso: Ohana Padilha

A campanha deste ano tem o mote “Eu Amo o Velho Chico”, trazendo à iniciativa um sentimento de pertencimento a todos que participam, que apoiam e se identificam com o rio São Francisco e sua Bacia Hidrográfica.

O presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, Anivaldo Miranda, fez uma coletiva para anunciar, hoje, dia 03 de junho, o lançamento da campanha desde ano. Anivaldo também aproveitou a oportunidade para apresentar os projetos e ações que o CBHSF vem desenvolvendo em prol da revitalização do Velho Chico, entre os quais, o II SBHSF.

VireCarranca
Imagem: CBHSF – TantoExpresso: Ohana Padilha

A Bacia do Rio São Francisco que abrange 505 municípios em seis estados (Minas Gerais, Goiás, Bahia, Pernambuco, Sergipe e Alagoas) e Distrito Federal é o responsável por 70% da agua doce do Nordeste e de boa parte do estado de Minas Gerais.

Anivaldo Miranda citou o Plano de Recursos Hídricos da Bacia que tem como meta investimentos de até 30,8 bilhões de reais até 2026, isto executando-se todas as ações e diretrizes para revitalização de toda a Bacia. Revitalização, entende-se pela recuperação hidroambiental de modo a aumentar a disponibilidade e a qualidade da água.

Para o CBHSF, os investimentos são da ordem de 550 milhões de reais até 2026, através da cobrança uso da agua bruta. O presidente ressaltou, no entanto, que o CBHSF não é o único responsável pelos projetos de revitalização da Bacia.

VireCarranca
Imagem: CBHSF – TantoExpresso: Ohana Padilha

O presidente afirmou que a expansão da fronteira agrícola, exerce grande pressão sobre os Aquíferos de Urucuia e de Bambuí. Essa exploração desordenada das águas subterrâneas, vem afetando diretamente os níveis das águas, principalmente na barragem de Sobradinho.

“Os biomas do Cerrado e da Caatinga estão sendo devastados impiedosamente!”

Anivaldo foi categórico ao afirmar que a crise hídrica passada pelas regiões Sudeste, Nordeste e parte do Centro Oeste têm relação direta com o que acontece com o Cerrado, nosso segundo maior bioma, o mais rico em biodiversidade e o berço das águas de diferentes biomas brasileiros.

Por fim, o presidente do CBHSF afirma que é necessária uma mudança da matriz agrícola para que ela seja sustentável. Os grandes perímetros de irrigação devem incorporar tecnologias para o uso racional da água e melhor gestão das águas subterrâneas.

Ações e Mobilização

O Dia Nacional em Defesa do Rio São Francisco propõe que o dia 3 de junho seja de mobilizações simultâneas em toda a extensão da bacia, alertando a todos para a necessidade de revitalização do rio.

Este ano, além da mobilização via redes sociais, as atividades serão realizadas em Januária (MG), região do Alto São Francisco, e em Aracaju (SE), no Baixo São Francisco. Haverá mobilização também nas cidades de Gararu (SE) e Traipu (AL).

VireCarranca
Imagem: CBH do Rio São Francisco

Para isso, uma série de atividades culturais e de educação ambiental foram realizadas, como distribuição de mudas, mobilização de crianças e adolescentes acerca do tema Rio São Francisco, através de totens interativos, gincanas escolares, shows musicais, barqueata, danças folclóricas regionais.

II Simpósio da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco

Juntamente com o lançamento da campanha será realizada, em Aracaju, acontece entre os dias 03 e 06 de junho o II Simpósio da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (II SBHSF), promovido pelo Fórum de Pesquisadores de Instituições de Ensino Superior da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco e pelo CBHSF.

Com tema central “Desafios da Ciência para um novo Velho Chico”, o evento objetiva congregar cinco eixos temáticos:

  • Governança
  • Qualidade e quantidade da água
  • Conservação e recuperação ambiental
  • Dimensão social
  • Dimensão saúde na expectativa de estabelecer o estado atual do conhecimento sobre esse rio de extrema importância nacional.

O II SBHSF contará com 400 participantes entre inscritos e convidados, pesquisadores e técnicos de órgãos que atuam no contexto espacial da Bacia Hidrográfica, bem como representações sociais de comunidades, associações e cooperativas. E, será realizado no Centro de Vivência da Universidade Federal de Sergipe – UFS, entre os dias 04 e 06 de junho.

A programação do Simpósio inclui com apresentações orais e painéis, palestras, conferências e mesas redondas, visitas técnicas e culturais, exposições, reuniões temáticas e minicursos. Para saber a programação completa, basta acessar o link:  www.sbhf.com.br

Para mais informações sobre a campanha, acesse: http://virecarranca.com.br

Nós viramos carranca para defender e você? #VireCarranca

Gratidão Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco pelo convite de vir até Aracajú participar novamente do lançamento da campanha.

 

 

 

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *