ConsumoUrbanidade

Você sabe como descartar corretamente seus eletrodomésticos e eletrônicos?

De acordo com dados de 2015 do IBGE, 97,8% dos brasileiros possuem geladeira em sua residência. Além disso, 97,1% possuem televisão e 61,1% possuem máquina de lavar. A despeito da crise econômica que nosso país tem enfrentado, há perspectivas de que estes números tenham crescido ainda mais.

Considerando que todo produto possui uma determinada vida útil, podemos imaginar que, aos poucos, cada um destes itens precisará ser descartado. Diferente do que imaginamos sobre as meias que somem gradualmente ao irem para a lavanderia, estes eletrodomésticos e eletroeletrônicos não vão para a Terra do Nunca, na maior parte das vezes eles são descartados de forma irregular e irresponsável.

Eletrônicos descartados de forma incorreta. Imagem: Creative Commons

É fato que, embora o Brasil tenha estabelecido a Política Nacional de Resíduos Sólidos, que obriga as empresas a aceitarem e darem destino correto aos seus produtos descartados, ainda temos visto pouquíssimas iniciativas efetivas e viáveis neste sentido.

Imagem: Pensamento Verde

Provavelmente você já ouviu falar sobre logística reversa e economia circular. Foi com um olhar voltado para conceitos como estes que a Embraco, empresa global de soluções para refrigeração, desenvolveu o Nat.Genius, uma unidade de negócios responsável pela logística reversa de eletroeletrônicos e componentes, dentro do conceito da economia circular. Nos três últimos anos o Nat.Genius devolveu mais de 20 mil toneladas de materiais reciclados ao processo produtivo. Com o aço reciclado de 2015 a 2017 pelo projeto poderiam ser produzidos aproximadamente nove mil automóveis e 2/3 da Torre Eiffel poderiam ser construídos com o ferro reciclado.

Assista a este vídeo para entender melhor como funciona o projeto.

A iniciativa, considerada referência mundial, está entre os cases levantados pelo estudo Uma Economia Circular no Brasil: uma abordagem exploratória inicial, desenvolvido pela Fundação Ellen MacArthur, entidade global referência em economia circular em grande escala. O estudo avalia cases de sucesso no Brasil e serve de inspiração para acadêmicos e indústrias nacionais de diferentes setores.

Atualmente, a operação Nat.Genius tem capacidade para recolher anualmente 2 milhões de eletroeletrônicos e seus componentes. Ou seja, é possível descartar corretamente aquele eletrodoméstico ou eletroeletrônico que deixou de funcionar!

Imagem: Print retirado do site Nat.Genius

O que falta é a conscientização por parte do consumidor em entender a importância de ações como esta, bem como cobrar dos fabricantes e do governo que estas soluções sustentáveis estejam ao alcance da população e sejam viáveis tanto para as corporações como para o consumidor final.

Se você quer entender um pouco mais sobre economia circular, assista a este vídeo:

Conhece outras iniciativas de descarte responsável de eletrodomésticos e eletroeletrônicos? Então compartilha com a gente!

Se quiser saber um pouco mais sobre:
Nat.Genius, clique aqui.
Fundação Ellen MacArthur, clique aqui.
Economia Circular, clique aqui e clique também aqui.

 

 

 

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *