EducaçãoUrbanidade

Existe trabalho escravo no Brasil?

Infelizmente, existe. E conforme previsto no Código Penal brasileiro, ele é crime! Mas você sabe o que caracteriza como trabalho escravo? O trabalho escravo contemporâneo pode acontecer por meio do trabalho forçado, jornadas exaustivas, servidão por dívida e/ou condições degradantes. Entenda cada um deles melhor clicando aqui.

De acordo com a organização não-governamental Repórter Brasil, nos últimos 25 anos, oficialmente mais de 50 mil pessoas foram libertadas da escravidão no país. Ainda de acordo com a ONG, Os trabalhadores libertados são, em sua maioriamigrantes internos ou externos, que deixaram suas casas para a região de expansão agropecuária ou para grandes centros urbanos, em busca de novas oportunidades ou atraídos por falsas promessas.

 

Imagem: Escravo, Nem Pensar – Programa Educacional da Repórter Brasil.

 

Uma pesquisa de opinião nacional feita em 2015 pela Ipsos em parceria com a Repórter Brasil apontou que 70% da população brasileira em áreas urbanas sabem que ainda existe trabalho escravo no Brasil, mas a maior parte das pessoas não conhece as características desse crime. Em pergunta aberta, 27% responderam não saber o que é trabalho escravo e poucos mencionaram espontaneamente os elementos que o definem: servidão por dívida (19%), condições degradantes de trabalho (8%), trabalho forçado (7%) e jornada exaustiva (1%).

Clicando aqui você consegue acompanhar os principais dados sobre o trabalho escravo no Brasil. Apesar da evolução nas fiscalizações e inspeções ao longo dos anos realizadas de maneira conjunta pelo Ministério do Trabalho e Emprego, Ministério Público do Trabalho, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal, ainda há muito que se evoluir neste tema.

A Repórter Brasil cita que a maior parte dos casos está ligada às atividades relacionadas à pecuária, ao setor têxtil e da construção civil. É importante salientar que não apenas adultos são submetidos ao trabalho análogo à escravidão, mas também jovens e crianças. O trabalho infantil também é uma violação dos direitos humanos. O programa “Escravo, nem pensar” explica melhor o que é trabalho infantil e qual o cenário hoje no Brasil

 

Como denunciar o trabalho escravo? Hoje há diversas autoridades públicas direcionadas ao combate do trabalho escravo, como o Ministério do Trabalho, Ministério Público do Trabalho e Polícia Federal, além de entidades, sindicatos e ONGs. No Guia Direitos do Trabalhador e de Sua Família (clique aqui, para acessar), você poderá conhecer um pouco mais sobre o tema e também encontrar os canais de denúncia!

Conhece alguém em situação similar? Denuncie e ajude a combater essa prática.

 

 

 

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *