Cidades SustentáveisConsumoSemana Temática

Cinesolar: o cinema itinerante movido a energia solar

Com o objetivo de democratizar o acesso ao cinema e popularizar a produção audiovisual nacional, o projeto Cinesolar leva sessões de cinema gratuitas itinerantes e de modo sustentável para destinos que não dispõem de salas de exibição ou para comunidades em que o custo do ingresso de cinema não cabe no orçamento.

O projeto é inspirado no seu primo holandês, o Solar World Cinema, que exibe filmes para públicos do mundo todo através do uso da energia solar.

O CineSolar é o primeiro cinema itinerante do país que utiliza energia limpa e renovável para funcionar, levando cultura para as comunidades e preservando o meio ambiente. Tudo funciona a partir de vans equipadas com placas solares que possibilitam alimentar toda a estrutura de exibição.

Imagem: Cinesolar

No interior do veículo há 100 assentos para o público, uma tela de projeção de 200 polegadas, sistema de projeção e som, e até um estúdio de gravação. Quando chega às cidades tudo é retirado da van e o cinema é montado em lugares como praças públicas e quadras esportivas, principalmente em regiões carentes da periferia do Brasil e até mesmo cidades que não possuem energia elétrica.

Além de toda essa estrutura para a exibição de filmes, dentro das vans há infográficos e monitores que mostram como funciona o carro e também os princípios básicos da energia solar. Em todas as cidades, também são promovidas diversas oficinas de conscientização ambiental e sustentabilidade para crianças e adolescentes, em várias áreas do conhecimento.

O projeto é financiado através de patrocínios de empresas privadas com o apoio da Lei de Incentivo à Cultura e toda a emissão de CO2 é compensada através do plantio de árvores.

Imagem: Cinesolar

Desde o início das atividades em 2013, o Cinesolar já visitou 345 cidades do país, realizou 1035 sessões, possibilitou que mais de 176 mil pessoas fossem contempladas com a exibição de mais de 100 filmes, entre curtas-metragens (de temática socioambiental) e longas, percorrendo mais de 120 mil quilômetros pelo Brasil.

Para mais informações, acesse:

 

 

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *