Cidades SustentáveisMeio AmbienteTecnologia

De Energias Não Renováveis a Energias Renováveis – uma Breve História

A domesticação de espécies botânicas e animais permitiu que a espécie humana desse seus primeiros passos para a consolidação de sociedades. Aprender a manipular, armazenar e direcionar a energia, foi um grande diferencial para que ocorresse o desenvolvimento de tecnologias, fazendo com que o mundo moderno fosse tão diferente do passado.

A descoberta do petróleo (fonte de energia não renovável), por volta de 1850, proporcionou diversos avanços tecnológicos e o desenvolvimento de diversos tipos de produtos, como veículos, aeronaves e máquinas cada vez mais complexos, permitindo maximizar processos na agricultura, na pesca e na mineração. Cada vez mais fomos deixando de lado a utilização de energias renováveis, como a energia eólica para o funcionamento de moinhos, ou sistemas hidráulicos para máquinas rudimentares na irrigação, para dar espaço a estas inovações.

Imagem: Creative Commons

Porém, junto a toda produtividade que a energia nos proporcionou, veio também o aumento na capacidade de exploração dos recursos naturais do planeta. De acordo com a Global Footprint Network, desde 1970 a humanidade gasta mais do que o planeta produz, sendo necessário quase dois planetas inteiros para regenerar o que gastamos. E o que dificulta consideravelmente o processo de resiliência do planeta Terra é a utilização de recursos não renováveis, dentre eles as fontes de energia não renováveis.

Imagem: Creative Commons

Portanto, precisamos buscar cada vez mais utilizar energias mais eficientes e renováveis. Ironicamente, graças ao avanço que a energia não renovável nos proporcionou, desde o século passado, passamos a entender melhor os processos biogeoquímicos e desenvolver tecnologias sustentáveis, que são a nossa porta de entrada rumo à exploração de fontes de energias renováveis.

Fazendo referência a um texto que já foi publicado pela colunista Nathália Abreu, aqui na Autossustentável, intitulado Pequeno Guia Sobre Energias Renováveis, alguns tipos de energias renováveis são:

  • Energia Geotérmica: Obtida a partir do calor proveniente de processos geológicos do planeta;
  • Energia de Biomassa: Que é obtida através da queima da energia armazenada em resíduos orgânicos;
  • Energia Hidráulica: Direcionamento da energia cinética dos fluxos de água que é convertida em energia elétrica ao final do processo;
  • Energia Solar: Aproveitamento da energia do sol;
  • Energia Eólica: Energia cinética dos ventos, que ao final do processo se torna energia elétrica;

A ciência e a tecnologia nos permitiram entender muito além dos processos energéticos que fazem o moinho girar e, consequentemente, moer o grão. A partir do conhecimento científico foi possível desenvolver tecnologias para exploração de outros tipos de fonte de energia com diversas vantagens em relação à energia não renovável, como a emissão quase nula de poluentes, diversificação da matriz energética, além de destinação de determinados resíduos gerados pelas indústrias, como é o caso da biomassa.

Energia Eólica./ Imagem: Creative Commons

Portanto, é imprescindível que busquemos tirar estas ideias do papel, e promover uma nova revolução na indústria energética, de impacto maior a de 1850. Precisamos de políticas sólidas e bem estruturadas que promovam a expansão desta indústria, tornando as energias renováveis as principais fontes de energia do planeta, e que estas sejam embasadas nos pilares do desenvolvimento sustentável.

 

Referências:

Leitura sugerida:
SMIL, V. Energy in world history. 1 ed. New York:Routledge. 1994.

 

 

Tags:

Um comentário

  1. Texto muito bom, e realmente explorar o meio ambiente nós trouxe até aqui, tá na hora de buscar retribuir o planeta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *