Consumo

Empresas que estão se mobilizando para combater o Coronavírus

O coronavírus (COVID-19) tem sido o tema central na vida de bilhões de pessoas neste momento. Atualmente, dos 193 países membros da ONU (Organização das Nações Unidas), há registro de contágio em 183 países ou territórios (clique aqui e saiba mais). Imagino que todos já tenham visto as recomendações para evitar o contágio, como higienização das mãos, distanciamento social, uso do álcool gel e demais medidas preventivas.

Para fugir um pouco da agenda negativa de informações sobre o assunto, buscamos reunir iniciativas de empresas que, cada qual ao seu modo, visam ajudar no combate ao coronavírus e/ou mitigar os impactos desta pandemia.

Natura

Em comunicado interno a empresa se comprometeu a não demitir pessoas pelos próximos 60 dias. A Natura congelou aumentos de salário e promoções, bem como contratações que não sejam consideradas críticas e anunciou que suas fábricas da América Latina seguirão produzindo apenas itens de higiene pessoal, álcool gel e líquido, importantes para frear a propagação do vírus.

Imagem: Divulgação Natura

Ambev

A empresa se juntou à prefeitura de São Paulo, a Gerdau e ao Hospital Israelita Albert Einstein para construir em 40 dias um hospital com 100 leitos. A parceria prevê que a Ambev entre com a experiência em processos ágeis na gestão do projeto e com os custos da obra, a Gerdau com o aço e o conhecimento técnico, o Einstein com uma equipe de 200 profissionais de saúde. Posteriormente o hospital será entregue à Prefeitura de São Paulo para fazer parte da rede pública de saúde do município. Além disso, a Ambev anunciou a produção e doação de 500 mil unidades de álcool gel para hospitais.

Malwee

Nos últimos dias o Grupo divulgou uma série de doações como a confecção de toucas, aventais e máscaras para hospitais de diversas regiões do Brasil. Além disso, a Malwee doou itens de material hospitalar descartável e buscou parcerias para atuar no enfrentamento ao vírus. Outras diversas empresas têxteis e do vestuário, como a Reserva, Marisa e Lunelli têm feito o mesmo no sentido de confeccionar peças para hospitais.

O Boticário

Em anúncio feito no dia 19 de março O Boticário, por meio do Instituto Grupo Boticário, se comprometeu a doar 1,7 tonelada de álcool gel para a Secretaria Municipal de Curitiba, local de sede da empresa. A doação foi motivada pelo sentimento de união que o atual momento exige.

Imagem: Divulgação O Boticário

Volkswagen

A empresa está emprestando 100 veículos para as cidades em que mantém suas fábricas no intuito de apoiar no deslocamento de profissionais de saúde, transporte de medicamentos e equipamentos de saúde. Serão doados também um lote de máscaras protetoras para estas cidades.

Santander, Bradesco e Itaú Unibanco

Os três bancos se juntaram para importar e doar 5 milhões de testes de detecção rápida do corona ao sistema de saúde do Brasil, além de tomógrafos e respiradores, que visam auxiliar no tratamento e acompanhamento da doença. Santander, Bradesco e Itaú Unibanco são concorrentes e este case representa um importante passo no combate conjunto à pandemia.

XP

A XP Inc lançou o movimento Juntos Transformamos, que já nasceu com R$ 25 milhões doados pela própria XP, e busca reunir doações que serão convertidas em assistência para colocar comida na mesa de famílias em situação de vulnerabilidade.

Stella Artois

A marca tem encabeçado a campanha Apoie um Restaurante, movimento em que a pessoa pode comprar um voucher de R$ 100,00 como crédito no restaurante que escolher e pagar apenas R$50,00 por isso, ficando os outros R$50,00 a serem pagos pela Stella Artois e seus parceiros e, assim, o restaurante recebe agora o valor integral. A ação tem como objetivo levar renda aos restaurantes que neste momento estão impossibilitados de abrirem ao público em função das restrições impostas pelo governo no combate ao vírus.

Imagem: Divulgação Stella Artois

WEG

A multinacional brasileira de equipamentos eletroeletrônicos começou a produzir álcool gel em uma de suas fábricas para doação a hospitais localizados na região da sua sede, em Santa Catarina. Reinaldo Richter, diretor superintendente da divisão de Tintas da WEG, explicou que a companhia já tinha expertise para produzir o produto e conseguiu a liberação de fabricação junto à Secretaria de Estado da Saúde e da Anvisa, com apoio da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC). Além disso, a empresa está adaptando uma de suas fábricas para produzir respiradores artificiais para pacientes com COVID-19.

Ypê

A fabricante de produtos de limpeza doará 21 toneladas de sabão para moradores de Paraisópolis (favela de São Paulo) buscando suprir 2 meses de consumo de todas as famílias da comunidade. O montante é equivalente a 100 mil barras de produto. O mesmo acontecerá na comunidade do Alemão, no Rio, onde serão entregues 25 toneladas de sabão, correspondendo a 125 mil unidades do produto.

Imagem: Divulgação Ypê

E você, conhece outras iniciativas empresariais? Então compartilhe conosco!

 

 

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *