Meio AmbienteSemana TemáticaTecnologiaUrbanidade

Você sabe como funciona a energia das ondas?

Gerada por meio da movimentação das ondas, a energia ondomotriz ou energia das ondas é uma fonte de energia alternativa, limpa e renovável para a geração de energia elétrica, mas que ainda é pouco explorada no mundo.

As pesquisas da geração ondomotriz são incipientes e conta somente com a instalação de projetos pilotos. No mundo, existem alguns protótipos de usinas para geração de energia elétrica, especialmente em países europeus como Dinamarca, Portugal e Reino Unido.

Ao contrário do que acontece na energia solar e eólica, existe uma grande variedade de formas de captação da energia das ondas, que resultam das diferentes formas em que a energia pode ser capturada.

No Brasil, em 2012, foi instalado um projeto piloto de energia de ondas, a Usina do Porto do Pecém, localizada no Ceará. O projeto que nasceu com uma parceria dos pesquisadores da Coordenação dos Programas de Pós-Graduação de Engenharia (COPPE), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), e conta com o apoio do Governo do Estado do Ceará.

Esquema da Usina de Ondas do porto do Pecém (CE).

O sistema da Usina do Porto do Pecém é composto por flutuadores, braços mecânicos e bombas conectadas a um circuito de água doce. Na ponta de cada um dos braços mecânicos há uma boia circular que sobe e desce de acordo com o movimento das ondas, acionando as bombas hidráulicas.

As bombas fazem com que a água doce contida em um circuito fechado, circule em um local de alta pressão. Essa água sob pressão movimenta uma turbina, que aciona um gerador e produz energia elétrica.

Outros sistemas ondomotrizes

Absorvedores flutuantes

Os absorvedores flutuam na água do oceano. Tratam-se de enormes boias compostas por turbinas. Quando as ondas passam, um pistão dentro da boia é movimentado, o que ativa a turbina para geração de energia elétrica.

Atenuadores – Pelamis

Os atenuadores flutuam paralelamente à direção das ondas. Tratam-se de dispositivos longos e segmentados, conectados a bombas hidráulicas. Quando as ondas passam, estas são movimentadas, o que alimenta um transformador de energia elétrica.

Terminais

Imagem: Divulgação Coppe/UFRJ

Os terminais são torres instaladas na costa do mar. Em cada torre, há uma turbina. Quando as ondas passam, elas movimentam a coluna de água na base da turbina subindo e descendo. Isso faz com que a turbina seja acionada e transforme o movimento cinético em energia elétrica.

Dispositivos overtopping

Os dispositivos overtopping são enormes caixas, como balsas flutuando no mar. Quando as ondas passas, elas enchem de água. Com a ajuda da gravidade, a água é empurrada, o que aciona a turbina no fundo, que transforma o movimento em eletricidade.

Vantagens e Desvantagens

Como todo tipo de energia existem vantagens e desvantagens. As vantagens da utilização da energia das ondas são:

  • Fonte de energia não poluente e renovável;
  • Apresenta riscos mínimos ao meio ambiente;
  • Não necessita de equipamentos muito sofisticados, com diversos processos envolvidos até a obtenção da energia elétrica.

Já as principais desvantagens são:

  • Fornecimento instável, pois depende do vento e outros fatores;
  • Altos custos de instalação e manutenção dos equipamentos;
  • As instalações devem ser fortes e sólidas o suficiente para resistirem às tempestades, ao mesmo tempo em que devem ser sensíveis o bastante para captação da energia das ondas.

 

 

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *