EducaçãoMeio Ambiente

9ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental exibe de graça e online 98 filmes de 24 países

Começa hoje a 9ª Mostra Ecofalante de Cinema – são mais de 98 títulos de 24 países diferentes. Todas as atividades serão totalmente online e gratuitas e, acontecem de 12 de agosto a 20 de setembro.

A Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental é considerado o mais importante evento audiovisual dedicado ao tema socioambiental da América do Sul.

A grade de programação (https://ecofalante.org.br/programacao) prevê novidades diárias, com até 11 diferentes sessões por dia. Ao longo das seis semanas do evento, os títulos ficam disponíveis sempre às 15h00, por períodos de 24 horas, com até cinco dias de exibições cada um.

Imagem: Acqua Movie

Todas as exibições e entrevistas poderão ser acessadas na plataforma Ecofalante pelo site www.ecofalante.org.br e os debates serão transmitidos ao vivo na página da Mostra no Facebook (facebook.com/mostraecofalante) e no seu canal do Youtube (youtube.com/mostraecofalante). Os filmes também poderão ser acessados pela Videocamp e pela Spcine Play.

Acompanhe a programação da Mostra através do link: https://ecofalante.org.br/programacao

Além dos tradicionais programas, serão realizados debates virtuais sempre às quartas-feiras e sábados, reunindo ativistas, cientistas e especialistas que discutem, entre outros temas, ativismo, consumo, economia, emergência climática, povos e lugares, tecnologia e trabalho.

Entre os convidados estão a arquiteta e urbanista Raquel Rolnik, a ativista Preta Ferreira (MTST), Rodrigo Agostinho (Frente Parlamentar Ambientalista), Malu Ribeiro (Coordenadora da Rede das Águas da Fundação SOS Mata Atlântica, Ailton Krenak (liderança indígena), Ricardo Abramovay, professor de ciência ambiental na USP e sociólogo, Fabiana Alves (especialista de mudanças climáticas do Greenpeace Brasil), a ativista e jornalista Rebeca Lerer, Mário Mantovani (SOS Mata Atlântica), Paloma Costa Oliveira (Coordenadora do Engajamundo e assessora do ISA), o sociólogo Ricardo Antunes, Eduardo Santos, ativista vegano (Vegano Periférico), Rita von Hunty (do canal YouTube Tempero Drag) e Fábio Malini (professor e pesquisador sobre ciência de dados da Universidade Federal do Espírito Santo).

Panorama Internacional Contemporâneo

Com 31 produções, sendo 16 obras inéditas no pais, o “Panorama Internacional Contemporâneo” traz representantes de 16 países. Sua programação é organizada em sete eixos temáticos: Ativismo, Consumo, Economia, Emergência Climática, Povos e Lugares, Tecnologia e Trabalho.

Imagem: Triste Oceano / Alex Hofford

Competição Latino-Americana

Com um total de 25 títulos com temática socioambiental, produzidos na Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia e Peru, a Competição Latino-Americana reúne sete obras inéditas no Brasil e outras três nunca exibidas em festivais. O melhor longa-metragem é premiado com R$ 15 mil e o melhor curta ou média-metragem com R$ 5 mil, categorias que recebem também o prêmio do público.

Imagem: Tuã Ingugu

Concurso Curta Ecofalante

O Concurso Curta Ecofalante reúne curtas-metragens produzidos por estudantes. Concorrem ao prêmio de melhor filme, no valor de R$ 4 mil, além do prêmio do público, 24 produções. Nesta edição, que tem apoio do WWF-Brasil, os filmes inscritos precisavam abordar temáticas relacionadas a pelo menos um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) propostos pela ONU na Agenda 2030 – são 17 objetivos que abrangem temas como erradicação da pobreza, saúde de qualidade, combate às mudanças climáticas e igualdade de gênero.

Imagem: Cor de Pele

Clássicos e Premiados

Programa novo da Mostra, o Clássico e Premiados traz 18 filmes considerados clássicos do cinema socioambiental brasileiro ou que foram premiados em eventos no Brasil e no exterior. São documentários e longas-metragens de ficção produzidos entre 1974 e 2018.

Para saber mais, acesse:

 

 

 

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *