Cidades SustentáveisConsumoTecnologia

Economia Circular: resíduos se transformam em matéria-prima!

Os próximos parágrafos resumirão brevemente a ilustração abaixo. Este artigo será sucinto, pois acredito que esta imagem fala por si só, e se você se atentar a cada detalhe, será guiado intuitivamente para o fluxo e entendimento ao qual se propõe.

Todo conceito, ilustração e resultados aqui propostos foram baseados no estudo realizado pela Ellen Macarthur Foundation, chamado “Rumo a Economia Circular: O Racional de negócio para acelerar a Transição”. Um material muito fluido e prático para o entendimento sobre economia circular. Particularmente indico muito as leituras dos estudos da Fundação a qual tenho muita admiração e respeito.

Diagrama do Sistema de Economia Circular. / Fonte: Ellen Macarthur Foundation.

É possível perceber que o conceito dos ciclos acima se baseia no estímulo do fluxo de nutrientes dentro de um sistema que possibilite e crie condições necessárias para a regeneração deles.  O diagrama proposto possibilita visualizar com muita clareza os campos de atuação e inovação em produtos e serviços dentro do contexto de economia circular.

De um lado o ciclo técnico, onde materiais como plásticos e polímeros, bem como outros materiais desenvolvidos pelo ser humano, são desenhados para serem recuperados e renovados, de forma a utilizar menos energia e aproveitar ao máximo o valor que o recurso possui.

Do outro lado o ciclo biológico, materiais orgânicos não tóxicos que podem voltar ao solo para decomposição ou através de um processo de digestão anaeróbica. Dessas formas, o lixo ou resíduo nos dois processos são desenhados com uma intenção final.

Fonte: Illinois Community Associations Institute.

Dentro desses princípios, os materiais se tornam recursos, componentes e produtos, otimizados ao máximo para aproveitar sua utilidade e excluindo suas externalidades desde o princípio. As diferentes escolas de pensamento compartilham desta mesma visão, se mostrando viável e factível como modelo de negócio e ferramenta para uma transição para a economia circular.

Ressignificar o resíduo como matéria-prima gera a possibilidade de ressignificarmos a forma como lidamos com o lixo, e, consequentemente, como e o que consumimos. Vamos circular juntos!

 

Referência:

 

 

Tags:

Um comentário

  1. Otima publicação ! Faço parte de uma ONG, Movimento João de Barro. Gostaria de manter contato e nos conhecermos em nossos trabalhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *