Educação

O que é que o Natal faz com a gente?

Seja lá qual for a sua crença, o seu credo, a sua cultura, te peço (talvez seja muito, eu sei) um fôlego de 3 minutos para ler esse texto, se libertar desse peso que está aí dentro e vivenciar a magia do Natal de novo, porque você merece depois de tanta coisa!

 

2020 foi um ano para lá de exaustivo. Teve tristeza, frustração, muitas e muitas perdas. Perdemos vidas, histórias, a liberdade de ir e vir, a possibilidade de abraçar e estar junto de quem amamos. Perdemos empregos, cancelamos ou adiamos eventos (pode parecer até supérfluo falar disso, mas quantos sonham a vida toda com casamentos, formaturas, aniversários e quando finalmente chegaria o dia, veio a pandemia e mudou os planos). Ganhamos ansiedade, os medos viraram pânico, as incertezas tomaram conta.

Nos deparamos com questões enraizadas na nossa cultura, com mortes banalizadas, seja pela Covid-19, seja pela violência, seja pelo preconceito. Tenho um amigo que sempre diz: a gente aprende pelo amor ou pela dor. E, neste ano, infelizmente, dor não faltou. A gente aprendeu muita coisa na marra. E vou até parar por aqui, porque cada linha é uma lágrima. Me perdoem os coaches e “good vibes only”, mas foi um ano muito difícil para muita gente! E esse tal de “novo normal” que tentaram nos empurrar goela abaixo para seguirmos fingindo naturalidade não desceu não. Nada disso pode ser considerado normal, mesmo que seja normalizado pela rotina.

Eu gosto dos poréns da vida e eles sempre vêm. Acredito que eles servem justamente para nos dar vírgulas. Para concluirmos de um jeito diferente e podermos iniciar novos parágrafos com mais leveza e esperança. Quer um exemplo bem pequeno? É uma fase difícil, porém os dias ruins também chegam ao fim.

Imagem: Creative Commons

E dezembro é o mês que traz a maior quantidade de poréns do ano. Porque podemos ser egoístas, porém o Natal traz solidariedade e união. Porque o ano foi ruim, porém trouxe muito aprendizado e dia 31 a gente leva o que aprendeu e o que teve de amor para um novo ciclo. Porque estamos todos exaustas e exaustos, porém estamos juntos e renovamos a esperança de que dias melhores virão.

Porque a gente ama sonhar! Talvez mais até do que ame viver. E dezembro é mês de sonho, de programar um momento mágico para o Natal, de planejar o cardápio, a decoração, a roupa das festas de Natal e Ano Novo (mesmo que seja pra ficar na sala de casa), de brincar com a palavra Reveião, Reveillon, Rebelião, de fantasiar 365 novas possibilidades de dias bons.

Imagem: Freepik

E eu te pergunto: o que é que o Natal faz com a gente? Faz a gente ser humano! Eu amo Natal, não pela parte cristã e nem pela parte capitalista. Eu amo o Natal pela magia que ele traz para as pessoas. Pela sensação de amor, de solidariedade, de estar junto, de ser presente, de esperança. Imagina que lindo se fosse Natal o ano inteiro e a gente entendesse que o maior presente de Natal é, na verdade, amar?

Se eu posso desejar algo para o Natal de cada um e cada uma é que todos se sintam amados, acolhidos, pertencentes a esse universo tão lindo, apesar de todos os pesares (e também por causa deles). Que possamos agradecer por estarmos aqui, por termos a chance de sermos pessoas melhores para nós mesmos, para os outros e para o planeta. Que a gente não espere mais uma semana para sermos a mudança que queremos ver no mundo, mas que continuemos tentando por nós mesmos, pelas pessoas e pelo planeta. Que de 2020, a gente leve o aprendizado do que realmente importa.

Imagem: Freepik

Como disse Carol Busatto, uma das pessoas que me inspira a seguir em meio ao caos, “é a gente que pinta a aquarela da nossa vida”. Que possamos escolher as cores que fazem nosso coração pulsar contente. O Ano Novo chega dia primeiro, mas se 2020 nos ensinou algo é que uma semana é muito tempo e tudo pode acontecer. Que o amanhã seja lindo, mas que o hoje seja melhor ainda!

Feliz sonhos, feliz amor, feliz paz no coração, feliz vida e feliz Natal!

Um abraço, com afeto.

 

 

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *