Cidades SustentáveisEducaçãoMeio Ambiente

Sustentabilidade na Escola – Como é o uso de materiais na prática escolar?

Professoras e professores trabalham para despertar nas crianças o interesse e desejo pela aprendizagem buscando alcançar as expectativas dos conhecimentos a serem ensinados, para isso, fazem significativo uso de diferentes materiais.

Frequentemente, os profissionais da educação atuam de forma muito criativa para estimular todos os alunos e alunas de suas turmas com distintos interesses e diferentes níveis de aprendizagem. Desta forma, é comum que educadores utilizem, diversos materiais a fim de confeccionar enfeites, ferramentas e instrumentos que possam colaborar com a aprendizagem das crianças. Por isso comumente encontramos em salas de aula, especialmente nos anos escolares iniciais, diferentes tipos de cartazes, jogos, brinquedos e instrumentos que visam colaborar com a aprendizagem das crianças.

Imagem: Freepik.

Pensando sobre as práticas escolares, sabemos que a aprendizagem deve ser atual e coerente com as demandas que vivemos, assim, um tema que tem sido trabalhado e estimulado no ambiente escolar é a questão da sustentabilidade. Considerando especificamente esta temática, proponho que façamos uma reflexão sobre o uso de materiais no ambiente escolar.

Educadoras e educadores elaboram diversos tipos de projetos com a temática da sustentabilidade, o que pode gerar um conflito, se pensarmos que utilizam grandes quantidades de materiais descartáveis, difíceis de serem reciclados ou até não recicláveis no cotidiano das aulas. Para desenvolver diversas atividades, muitos tipos de papéis são usados de forma desmedida, além de materiais específicos como EVA, glitter, colas, fitas adesivas, tecidos e diversos outros tipos de materiais que, geralmente, são descartados posteriormente.

EVA (emborrachado) com glitter. / Imagem: Magazine do EVA.

Como podemos compreender este fato? Tal prática acontece por falta de reflexão sobre o próprio trabalho? Será que o uso excessivo de materiais acontece devido à pressão exercida por gestores, familiares ou até pelo governo para cumprir as expectativas de aprendizagem? Ou será que profissionais da educação não encontram outra maneira de adequar seu trabalho?

É importante compreendermos que, possivelmente, os profissionais da educação não possuem alternativas para trabalhar de maneira mais sustentável, pois algumas vezes já recebem atividades prontas para serem aplicadas, como também trabalham com os materiais disponibilizados nas escolas. Apesar disso, é importante que haja conscientização quanto ao uso dos materiais oferecidos ou adquiridos de modo que os trabalhos ocorram de forma consciente, evitando desperdício e promovendo reutilização ou descarte adequado.

Imagem: Freepik.

Para uma prática mais sustentável, entretanto, são necessárias adaptações para além dos trabalhos dos educadores, compreendendo a toda instituição escolar e seus responsáveis. Desse modo, os materiais disponibilizados podem ser mais adequados, assim como deve ser oferecido apoio, atualização e aperfeiçoamento destes profissionais para que se sintam motivados e amparados a tornarem seu trabalho mais sustentável.

 

 

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *