AlimentaçãoCidades SustentáveisSemana Temática

Hortas Cariocas: projeto ensina plantio de hortaliças e educação ambiental

O Hortas Cariocas utiliza áreas próximas a comunidades carentes ou escolas municipais e aproxima a população da agricultura orgânica e urbana. Além disso, beneficia a população do entorno com alimentos, gerar renda para quem administra (uma vez que aproveita mão de obra local) e, a horta se torna um laboratório para a educação ambiental.

Criado há 12 anos, o Hortas Cariocas é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Conservação e Meio Ambiente (Seconserma), tem por objetivo incentivar a agroecologia urbana no Rio de Janeiro e hoje beneficia cerca de 20 mil pessoas.

Ao todo, as 35 hortas participantes do projeto, produzem entre 40 e 45 toneladas de legumes, verduras e outros alimentos sem uso de adubos ou defensivos químicos. A produção atende as escolas municipais e no seu cultivo não é utilizado Agroquimicos (como Adubo Mineral, Agrotóxicos ou Defensivos Agrícolas).

Mas como funciona? Os agentes da Seconserma identificam locais com potencial para o cultivo de alimentos orgânicos, e a secretaria incentiva a participação no programa oferecendo uma remuneração mensal aos hortelãos.  Em troca, metade da produção é destinada a creches, asilos, abrigos, escolas municipais do entorno da horta e famílias carentes indicadas pelas Associações de Moradores. A outra metade pode ser vendida, gerando renda adicional para o grupo que pode adquirir equipamentos para a horta.

Imagem: Horta Dirce Teixeira – Hortas Cariocas

Quando localizadas em escolas, toda a produção da horta é destinada a complementar a merenda dos alunos. A Escola Municipal Emma D’Ávila de Camillis, em Pedra de Guaratiba na Zona Oeste da cidade, é uma das escolas municipais que participam do programa Hortas Cariocas.

A direção da Emma D’Ávila, por exemplo, indicou pessoas que já tinham alguma experiência com hortas urbanas, e elas passaram a ser responsáveis pela manutenção do plantio e por repassar o conhecimento sobre as hortas e educação alimentar aos alunos da escola.

Assim, os alunos além de se alimentarem com a produção orgânica da própria horta, aprendem sobre plantio e cuidados e, sobre alimentação saudável. É ou não é um projeto incrível?

Com informações: Hortas Cariocas, Prefeitura do Rio de Janeiro e O Globo

 

 

 

Tags:

2 comentários

  1. Minha filha é aluna dessa escola. Amo esse projeto. Como mãe e pedagoga acho enriquecedor esse projeto na vida das crianças.

  2. Olá, sou moradora de Santa Teresa temos aqui um espaço que queremos usar para uma horta comunitária.
    Vocês poderiam nos dar dicas e talvez visitar o local para ver se o projeto é viável?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *