AlimentaçãoConsumoSaúde

Tempo de Qualidade: Despertando a consciência com novos e saborosos hábitos alimentares

Em tempo de distanciamento social é preciso ocupar-se com sabedoria. Muitos de nós, trouxemos para casa o trabalho e a escola dos filhos, o curso de inglês, as disciplinas da faculdade e até a academia. Está correto. Precisamos nos manter seguros e a salvo de toda e qualquer orientação que não preserve vidas. Precisamos apenas, ajustar a rota com medida e equilíbrio.

Quando pensamos em saúde, muitas vezes não compreendemos que não se trata apenas de nós, mas de um grupo maior de pessoas. Todos nós interagimos, convivemos, atuamos em parcerias. Portanto, ficar em casa é um ato de respeito e responsabilidade, além de ser uma oportunidade interessante para aprender sobre gestão sábia e de qualidade do tempo. Um tempo para colocar em ação a tão sonhada mudança de hábito em alguma instância da vida. O hábito alimentar é uma das pautas.

Imagem: Autossustentável

Boas escolhas no cardápio da vida

O que posso colocar em minha rotina, neste período, que pode acalmar inquietações, dissolver medos e tornar a ecologia interior harmonizada? Precisamos aproveitar o período para expandir a compreensão sobre o que é ser sustentável? O que é ser saudável? Como, de fato, a qualidade da nossa presença e ações impacta o meio?

Imagem: Creative Commons

Podemos, por exemplo, ir para a cozinha e favorecer um novo comportamento alimentar. Aprender a cozinhar seja por tutoriais online ou na companhia da avó (mantendo-se o distanciamento recomendado), parece uma boa pedida. Não é segredo que comida caseira tem mais sabor e saúde. Estimular essa prática para que a cada dia um novo e bom hábito se fortaleça parece bem convidativo!

Além de aprender a cozinhar, vem mais uma proposta:

Verificar se a alimentação habitual tem sido uma alimentação que não agride o meio ambiente. Muitos buscavam uma oportunidade para tentar se tornar vegetariano e mesmo vegano, por exemplo. Sem pressão ou cobranças, é hora de testar uma receita e perceber como se sente. Se a vontade é genuína, acontece, vira hábito, vira vida.

Fortalecer comércios locais de alimentos orgânicos mesmo a distância

Essa atitude mantém os mesmos em suas atividades e fomenta uma alimentação mais coerente quando a ideia é ser sustentável.

Se nunca comprou de algum estabelecimento de orgânicos, se pouco ia a um hortifruti e estabelecimentos de produtos naturais, de produtores locais, vale aproveitar a presença deles online e fazer seu pedido. Ter tempo para degustar comida de verdade é um presente!

Use tudo com maestria

Em tempos assim, não desperdiçar comida é uma atitude louvável. Parece repetitivo, mas aproveite cascas, sementes, talos e transforme o que ficou na panela, ainda que seja pouco. Arroz vira bolinho de arroz, feijão vira hamburguer vegano, frutas muito maduras podem e devem virar boas geleias.

Geleia de Laranja. Imagem: Creative Commons

Cuidado com a alimentação do ponto de vista egóico!

Vimos as cenas de superlotação de supermercados e pessoas esvaziando prateleiras. Ter uma proposta de vida sustentável implica em agir diferente disso. Precisamos lidar com o necessário e fazer bom uso dele. Estocar alimentos numa postura de tomada, posse, medo e sem medida, é tirar de outros.

Foto: Lineu Filho / Tribuna do Paraná.

Não adianta degustar comida orgânica ou estar constantemente em ações de cuidado ambiental, se a ida ao supermercado for com a postura de acúmulo.

O tempo nos convida ao orgânico do ser e fazer

Quando conseguimos organizar bem nossas atividades inadiáveis, com coerência, sem querer inserir na agenda virtual o excesso que não cabia na presencial, sobra um tempo incrível para trabalhos manuais. Cozinhar é um deles.

Imagem: Creative Commons

Fazer o próprio pão, biscoitos, criar um bolo de sua autoria e dentro dos sabores que aprecia, organizar os potinhos de grãos, usar com criatividade os grãos, legumes e verduras… Tudo isso envolve nosso lado mais orgânico.

Temos a chance de experimentar e envolver aqueles que amamos em momentos assim. Por favor, não desperdicem! Desfrutem. Saboreiem a vida.

 

 

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *