ConsumoTecnologia

Isopor: é possível reciclar SIM!

reciclagem isopor

Sabe aquele mito de que o isopor não é reciclável? Esqueça isso! O EPS (sigla de Poliestireno Expandido), mais conhecido como isopor, pode e deve ser reciclado! Durante muito tempo, fosse por falta de tecnologia, viabilidade financeira ou mesmo conscientização, as pessoas deixaram de dar o destino correto a esse material. Por isso a gente quer e precisa esclarecer: o isopor é um resíduo reciclável!

Como explica matéria veiculada no jornal Gazeta do Povo, o material pode ser reciclado de três formas: reciclagem mecânica, que transforma o produto em matéria prima para a fabricação de novos produtos; reciclagem energética, que usa o isopor para a recuperação de energia em função do seu alto poder calorífico; e reciclagem química, que reutiliza o plástico para a fabricação de óleos e gases.

Reciclagem
Reciclagem de isopor. Imagem: Prefeitura de Ponta Grossa

Várias iniciativas estão acontecendo no intuito de fomentar a reciclagem do isopor, material plástico que tem em sua composição 98% ar. A Santa Luzia, empresa de Molduras de Braço do Norte, sul de Santa Catarina, encontrou uma maneira para substituir a madeira, criando um processo de compactação de resíduos de EPS – ou isopor. A partir do poliuretano ou do poliestireno reciclados, a empresa produz perfis, molduras, revestimentos de pisos e paredes, com foco em alto padrão e capacidade de transformar grandes quantidades de resíduos plásticos em várias linhas de produtos, como rodapés, rodatetos, guarnições, rodameios, revestimentos (Ecobricks e Vértices) e decks (Ecodeck), além de espelhos, molduras e porta-retratos. É possível conhecer um pouco mais sobre o processo clicando aqui.

Além disso, a Termotécnica, empresa de embalagens para produtos industriais e transformadora de EPS (isopor®) com sede em Joinville – norte de Santa Catarina, desenvolveu um programa de reciclagem do material e tem direcionado grandes esforços para a orientação a respeito da possibilidade e importância de reaproveitar este material. Ao longo do trabalho desenvolvido pela empresa, foi criado um site (clique aqui para acessar) onde é possível localizar o ponto de coleta deste resíduo mais próximo da sua localidade, uma ferramenta útil e que facilita o engajamento. Incrível, né?! Segundo a empresa, o processo de reciclagem consome poucos recursos naturais, como água e energia, e gera poucos resíduos.

1ponto_de_entrega_voluntaria
Ponto de entrega voluntária da Termotécnica. Imagem: Divulgação.

O programa conta com uma rede de mais de 1.100 pontos de coleta e 270 cooperativas parceiras, o que corresponde a reciclagem de 30% da quantidade de embalagens de EPS produzidas pelo país, evitando cerca de 6 mil toneladas por ano de descarte inadequado do material em aterros. Com 10 anos de existência o programa já reciclou mais de 35 toneladas de isopor e gera, hoje, cerca de 100 empregos diretos e impacta aproximadamente 5 mil famílias.

A empresa investiu no desenvolvimento de uma ampla cadeia de logística reversa, o que significa importante incentivo às cooperativas pelo fato do isopor ser um material que ocupa bastante espaço e é extremamente leve, o que desestimula sua coleta e envio para reciclagem. Além disso, com investimentos na ordem de R$15 milhões instalou unidades próprias de reciclagem nas cidades de Manaus (AM), Rio Claro (SP), São José dos Pinhais (PR), Joinville (SC) e Petrolina (PE). Após reciclado, o isopor volta para o mercado e é utilizado para a fabricação de itens como: régua escolar, corpo de caneta, solas de sapato, rodapés, molduras, entre outros. Para explicar mais sobre o programa foi desenvolvido um vídeo didático e de fácil entendimento, clique aqui para acessá-lo. Há também uma cartilha de linguagem lúdica que visa auxiliar na conscientização das crianças, para acessar clique aqui.

Isopor

É fato que para desmistificar a ideia de que o isopor é um resíduo reciclável será necessário um forte trabalho de educação e conscientização. Que tal contribuir para essa iniciativa e ajudar a divulgar essa informação? Compartilhe este conteúdo nas redes sociais e faça a sua parte!

 

 

 

Tags:

5 comentários

  1. Gostaria de encaminhar um questionário de pesquisa (UFRJ) sobre a questão de resíduos, frente ao consumo desenfreado estabelecido. Como proceder?

    1. Olá Barbara,

      Basta encaminhar o questionário para o email: contato@autossustentavel.com

  2. “É fato que para desmistificar a ideia de que o isopor é um resíduo reciclável” – isso nao ta errado? nao seria melhor ” desmistificar a ideia de que o isopor é um resíduo NÃO reciclável? “

  3. Ótimo post.

  4. Amei esse site. Encontrei informação que estava procurando. Obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *